segunda-feira, junho 01, 2009

Estatutos da carreira - Estratégia do gatilho

Via FENPROF, cá vêm mais umas iterações das contra-propostas do MCTES: ECDU e ECDESP

2 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Esta ideia de um "Professor-Coordenador Principal", parece-me uma manobra politica bem pensada.

Os politicos não são parvos.

terça jun 02, 11:45:00 da manhã 2009  
Blogger Regina Nabais disse...

CONCORDO, foi uma ideia extremamente bem pensada e, além disso, de raíz...
A ideia dos «coordenadores principais», conjuntamente, com a dos «especialistas» avaliados pelo CCISP, foram dois golpes de GÉNIO...mas a verdadeira origem das ideias, para mim, não está clara.
É que, estas duas «coisinhas», assim concedidas e de mão beijada, vão ter externalidades importantíssimas para o subsistema...
Tiro o meu chapéu ao MCTES, está muito longe de andar distraído com a sua interpretação pessoal do subsistema politécnico, como cheguei a pensar. A meu ver, por mim, terá total direito e legitimidade à sua visão do ensino superior; e mais, não poderá ser nunca responsabilizado pelas distrações ou obsessões alheias... sobretudo, quando são outros a deterem responsabilidades directas e EXCLUSIVAS sobre o subsistema politécnico. Estes, sim, deveriam exigir a consideração de TODAS as questões pertinentes ao subsistema, mas de forma INTEGRADA, e nunca avulsa como parece que irá acabar por acontecer.

terça jun 02, 01:36:00 da tarde 2009  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial