quarta-feira, janeiro 28, 2009

Avaliação de empregabilidade - um trabalho muito pesado

É facil falar-se de EMPREGABILIDADE dos graduados nas instituições de ensino superior nacionais.
Todos palpitam opiniões, sugestões e obrigações até a famosíssima e incompreendida Lei 62/2007, a tal do RJIES, diz-nos, nos seus artigos:
- Artigo 29.º -- Registos e publicidade :
O ministério da tutela organiza e mantém actualizado
um registo oficial de acesso público, contendo os seguintes dados acerca das instituições de ensino superior e sua actividade,
na alínea g)Empregabilidade dos titulares de graus académicos;
- Artigo 159.º Relatório anual. -- As instituições de ensino superior aprovam e fazem
publicar um relatório anual consolidado sobre as suas actividades, acompanhado dos pareceres e deliberações dos órgãos competentes, dando conta, designadamente
, na alínea h: Da empregabilidade dos seus diplomados;
- Artigo 162.º. Informação e publicidade: 1 -- Os estabelecimentos de ensino mencionam obrigatoriamente nos seus documentos informativos destinados a difusão pública e na respectiva publicidade o conteúdo preciso do reconhecimento de interesse público, das autorizações de funcionamento de ciclos de estudos e de reconhecimento de graus.
2 - Deve ser disponibilizada informação precisa e suficiente sobre os seguintes aspectos:
na alínea j) Índices de aproveitamento e de insucesso escolar, bem como de empregabilidade dos ciclos de estudos ministrados;
......
Dito dessa maneira, até parece uma coisita simples mas, no sossego da minha rua, só acedi a dois trabalhos sobre a empregabilidade de formandos que, a meu ver, são dignos desse nome - são ambos da Universidade de Lisboa, Divisão de Planeamento e Gestão da Reitoria e da autoria da Professora Natália Alves, da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação.
Por um deles: "Trajectórias Académicas e de Inserção Profissional dos Licenciados 1999-2003" (trajectorias_academicas_1999_2003.pdf ) a única coisa que, realmente, é muito fácil perceber-se, é imaginarmos o trabalhão envolvido, na compilação, organização e tratamento de informação, para produzir um documento que vale a pena ler, e cuja metodologia dá mesmo ganas de plagiar...
Tudo mais que encontrei, em que se fale mesmo sobre "Empregabilidade" de Graduados do Ensino Superior, ou são tretas para jogar conversa fora à hora do cafezinho, ou são segredos - estes sim, muito bem guardados - sobre o estado das coisas...
.
Se calhar, digo eu, está mais do que na hora de se pensar em transformar os trabalhos pesados em trabalhos forçados...
__________________________
Entre a data de publicação do post e data de hoje (1 de Fevereiro, 2009) a publicação "Trajectórias Académicas e de Inserção Profissional dos Licenciados 1999-2003": http://www.ul.pt/pls/portal/docs/1/50053.PDF parece que passou à categoria dos "Segredos Muito Bem Guardados". (Não se pode elogiar.)
No entanto:
1) tentem aceder ao ficheiro por aqui:
2) ou por AQUI

4 Comentários:

Blogger fernando disse...

o link para o pdf está quebrado

domingo fev 01, 02:08:00 da tarde 2009  
Blogger Regina Nabais disse...

As minhas desculpas.

O Link inteiro é este:
http://www.ul.pt/pls/portal/docs/1/50053.PDF.

domingo fev 01, 02:45:00 da tarde 2009  
Anonymous Anónimo disse...

Deixe-me indicar-lhe mais um estudo sobre a inserção profissional dos diplomados, neste caso da Escola Superior de Ciências Empresariais do Instituto Politécnico de Setúbal:
https://www.si.ips.pt/esce_si/noticias_geral.ver_noticia?P_NR=5471
Cumprimentos
Pedro Dominguinhos

quarta fev 04, 09:34:00 da manhã 2009  
Blogger Regina Nabais disse...

Obrigadíssima, pela informação.

quarta fev 04, 10:47:00 da manhã 2009  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial