quarta-feira, maio 30, 2007

Opiniões "vintage"? Eu?

Pessoas minhas conhecidas costumam dizer-me que tenho ideias fixas e opiniões "vintage". Opiniões "vintage"? Eu? Tal como Calimero, penso: Que acusação mais injusta....
Ia jurar que aqui mesmo, neste blog, já disse cobras e lagartos de um Senhor Reitor qualquer, lá da região norte. Mas se, aqui, disse alguma coisa de menos abonatória do Senhor Reitor José Marques dos Santos da Universidade do Porto, e não pode ter sido há muito tempo, já hoje mudei de ideias. Se nunca disse nada demais àcerca dele, mudei de ideias à mesma: é que acabei, agora mesmo, de constatar que afinal também há por Portugal reitores, potencialmente, dotados de visão, senso crítico e capacidade de liderança.
Não acreditam?
Vejam, por vós mesmos, este artigo assinado por Carla Soares e Artur Machado, do Jornal Notícias, sobre a opinião de JMS, àcerca da Região Norte: "Estão à espera que algum deus venha criar condições na região" [1]. Se discordarem de mim, por favor, avisem-me; é que, de há uns tempos a esta parte, ando numa de arranque em "mode" de segurança preventiva.
___________________
ou em alternativa se o link anterior for deslinkado:

Etiquetas:

4 Comentários:

Blogger J. Cadima Ribeiro disse...

Cara Regina Nabais,
O tema que trata é um ao qual sou particularmente sensível. Há mais de duas décadas que é o meu objecto de trabalho técnico e de investigação primeiro.
A posição expressa pelo reitor da UP inspira-me simpatia mas, em tudo o mais, revela grande ingenuidade, senão desconhecimento de coisas básicas da história, da cultura e da organização sócio-económica do território a que se refere.
Explicito isso, reproduzindo declarações que fiz, vai para um bom par de anos, aqui a um jornal da terra; a saber:

"12 - Há uma força centrípeta do Porto à qual o Minho tem de fazer face, como sugeriu o professor Sérgio Machado dos Santos?

Resp: O Professor Machado dos Santos sabe bem do que fala, da sua experiência longa como reitor da Universidade do Minho e presidente do Conselho de Reitores. A meu ver, o Porto tem dois problemas: o primeiro, é viver obcecado com a ideia de ser igual a (competir com) Lisboa; o segundo é, por efeito do precedente, faltar-lhe território, isto é, gente e dimensão económica. Daí a invenção do Norte, realidade histórica, económica e cultural inexistente. Mesmo enquanto instância de desconcentração sectorial do poder central, só ganhou existência de 1969 em diante.
Nessa obsessão, os seus agentes tem sido de uma mesquinhez flagrante, que os leva a recearem qualquer espaço de afirmação autónoma dos territórios vizinhos e a ver nos recursos que são canalizados para estes recursos que são subtraídos a si.
Esta situação é tanto mais preocupante quanto os resquícios de capital do império que Lisboa ainda preserva fazem-na olhar para o resto do país como espaço indiferenciado e, para simular um interlocutor, escolher o Porto. O Norte é, daí, fruto de uma relação ilegítima de Lisboa com o Porto."

Desculpe-me por esta intromissão, longa de mais para este formato, e pela dissidência.
Um abraço,

J. Cadima Ribeiro

quinta mai 31, 10:19:00 da manhã 2007  
Blogger Regina Nabais disse...

Caríssima J. Cadima Ribeiro, OBRIGADÍSSIMA pela precisão do seu pensamento sobre o assunto. Apesar de talvez me expressar em tom muito definido, não tenho nem defendo nunca VERDADES, só exponho a minha ideia da altura,sobre os assuntos, o que é sempre uma visão muito pobre e truncada. Daí que aprecio, muitíssimo, todas as opiniões, mesmo as em contrário; estas permitem-me ir corrigindo a minha visão e ideias, que é o meu único objectivo.
O que me pareceu interessante, na entrevista, foi ele ter considerado poder ser benéfico congregar o "norte" em torno de um Projecto - para começo, pensei que não fosse má ideia. Também, para variar das rotinas de verbalização reitorais, ele não disse que tinha em carteira própria, muitas ideias - "absolutamente geniais para a sua escola", e que para isso precisava de mais
"financiamento público" - antes porém, pareceu-me que ele gostaria de ver focalizados o esforço e dedicação de todas a pessoas e entidades, em torno de um projecto da região.
Mais uma vez, OBRIGADA Cadima, tenho agora mais uns elementos a considerar sobre o tema.

quinta mai 31, 11:37:00 da manhã 2007  
Blogger Virgílio A. P. Machado disse...

Jornal de Notícias: «A página pretendida não foi encontrada».

domingo jun 03, 03:11:00 da manhã 2007  
Blogger Regina Nabais disse...

OLá Virgílio, já linkei à minha base informativa pessoal, para prevenção de deslinkagens; caso pretenda pode já consultar, no link indicado no post.

domingo jun 03, 08:33:00 da tarde 2007  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial