terça-feira, janeiro 16, 2007

"Vamo(s)" lá fazer de conta que....

...somos empresários?
É assim: "O pessoal solta "o caroço", aqueles outros trabalham feito 'vietnamitas' e nós mandamos em todos e aparecemos!".
.
Ontem, recebi por intermédio de uma "mailing list", um extracto do Semanário Sol, sem data, mas que penso ser o último, com o texto intitulado "Universidades vão ser empresas"- "governo quer aplicar o estatuto empresarial a algumas universidades".
A ideia subjacente é mesmo muito curiosa e bem apanhada - sugere-me que os nossos actuais responsáveis públicos não só querem "brincar de belmiro" (mas com recursos alheios dos outros portugueses todos, Risco 'pessoal' Zero e liberdade de movimentos da empresa privada), como ainda querem chamar "alguns" amigos, para a "reinação".
Ora essa metodologia é o que se pode dizer ser uma (mais outra) excelente ideia!
Estes nossos poliíticos esquecem-se de um pequeníssimo pormenor - algumas (a maioria) das iniciativas de um "belmiro de azevedo" só lhe dão certo porque corre pessoalmente riscos - é que, no caso deste empresário, é a cabeça do próprio que fica no cepo - e isto faz toda a diferença. Perguntem-lhe!
Assim, tal como descreve a jornalista Andreia Félix Coelho, "as universidades podem agora entrar no sector empresarial do Estado à semelhança de outras empresas públicas, como a CP ou a Estradas de Portugal" - a vingar esta ideia, pessoalmente, tenho a certeza, que tudo correrá com "largas benesses" para uns quantos (umas poucas pessoas, não instituições) seleccionados a dedo, e "resultados públicos" absolutamente iguaizinhos!

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial