domingo, maio 03, 2009

"Just learning"

Fiquei admiradíssima, nem o reconheci!
Arrisco a injustiça de extrapolar que a sua gestão anterior, antes e depois do RJIES, também à frente dos destinos da Universidade de Lisboa, foi apenas um "training period" - que, por sinal, lhe surtiu um valor acrescentado substancial. O processo de eleição (quasi) internacional e também, pelos vistos, o arejamento proporcionado pelo actual Conselho Geral fizeram-lhe muitíssimo bem!

Com um pensamento, a meu ver, totalmente lógico e consequente, numa entrevista que concedeu à Jornalista Madalena Queirós, publicada pelo Diário Económico, em 28 de 04 de 2009, o actual reitor da Universidade de Lisboa transfigurou-se! Nem sequer tocou naquela sua referência aberrante e mal digerida do financiamento competitivo, que ele tanto queria, e também vai esquecendo que precisava de dinheiro para contratar jovens valores para a sua universidade, sem nunca referir exactamente se esses jovens valores seriam ou não formandos da sua própria instituição.
Mas tudo isso, para mim, são águas repassadas (ver referências)....
Porei, formalmente uma, pedra sobre este assunto; pedra essa que fica aqui, mas que passará para a fisga, se o Senhor Reitor também voltar a ser vítima de uma recidiva.

Mas, em relação à sua opinião, de 28-04-2009, concordei com (quase) tudo o que este senhor disse, em especial, com os seguintes pontos: Temos de juntar dimensões politécnicas e universitárias, instituições de ciência e outras entidades. Este objectivo está no programa do governo onde se consagra a necessidade de 'garantir um relacionamento estreito entre os subsistemas universitário e politécnico'." Depreendo que este "relacionamento", para este reitor, não pressupõe imitações mútuas, de ambas as partes, nem inclui que ficará, exclusivamente, ao critério da reitoria decidir quem faz o quê, e que a separação das águas se vem mesmo a concretizar, superiormente, um dia.

E à pergunta, sobre se carreira não é uma das peças essenciais para alterar o modelo, respondeu:
Claro. É a peça essencial. No meu entender havia três pontos fundamentais: reorganização da rede do ensino superior, e sobre isso fez-se muito pouco; alterações ao Estatuto da Carreira Docente Universitária, e ao fim de mais de quatro anos surge um texto que tem algumas alterações positivas, mas pouco mais; e financiamento do ensino superior, que não foi alterado.

Em relação a tudo o que o Senhor Reitor disse, nesta específica entrevista, tem mesmo razão, porque de facto não se fez a reorganização da rede de ensino superior, mas muito menos se fez a orçamentação dessa reestruturação e é, por isso, que ninguém sabe muito bem o que anda a fazer, e sobretudo, nem quanto esta "pré-reforma" (ou reforma Humpty Dumpty) nos custará, realmente, não só do ponto de vista financeiro, mas também as demais externalidades.
_________________________________________

Referências:

http://economico.sapo.pt/noticias/ensino-superior-deveria-voltar-ao-ministerio-da-educacao_9097.html
http://polike.blogspot.com/2007/12/canja-de-galinha-para-o-farnel-do.html
http://diarioeconomico.sapo.pt/edicion/diario_economico/edicion_impresa/economia/pt/index.html
http://polike.blogspot.com/2006/11/fairy-words.html

__________________________
Só duas duvidazinhas na entrevista:

1) Porque andou a UL a oferecer a Língua Portuguesa pelo remoto Oriente, enquanto constata que Portugal está a perder a batalha de Angola e Moçambique?
Foi uma actividade solicitada e financiada, directamente, pela China e Índia, porque esta formação lhes fazia mesmo falta, ou foi apenas uma iniciativa repentista da Universidade de Lisboa, só porque foi financiada pela Fundação do Oriente?
É que, o que eu "acho", por exemplo, sobre êxito da Universidade de Lisboa, àcerca do Instituto Confúcio, depende muito desta resposta.

2) Quanto aos seus 50% de receitas privativas, tê-los-á, tal como o IST - única instituição nessas condições financeiras, exactamente na altura, em que também ganhar do Governo encomendas de projectos, estudos, solicitação de pareceres, etc... Penso que já lhe faltou mais, para isso.

2 Comentários:

Blogger Steve Ballmer disse...

Beuno blog!

domingo mai 03, 05:26:00 da manhã 2009  
Blogger Regina Nabais disse...

Thanks Steve, but you must be a kind person.

domingo mai 03, 05:54:00 da manhã 2009  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial