sábado, abril 25, 2009

Forçar o equilíbrio - ainda não mais do que zoeira, mas...

Hoje, depois de ler o alerta do atento Blog "Que Universidade?", sobre o endurecimento de regras para o Ensino Superior, andei assuntando aqui e ali e, a concretizarem-se os zunzuns, vejo pela primeira vez sugerida, pela actual tutela (ainda que para "reflexão") uma hipótese de medida legislativa que muito dignificará o ensino superior nacional -- a homogeneização das provas de acesso a cursos superiores que pertençam à mesma área de educação formação, já para o ano lectivo 2010/2011.
Dizem-me algumas pessoas que, após entrada em vigor de uma medida tão drástica (???), não haverá candidaturas de alunos para os cursos de engenharia, que exigirão provas de específicas de matemática. Pode ser que os incrédulos tenham alguma razão, mas será apenas uma eventual condicionante e só temporária.

Ao aprovar-se esta ideia que é efectivamente boa, embora muito tardia --- caso não venham a ser concedidas NENHUMAS excepções, como é nosso péssimo hábito, esse contratempo será rapidamente atenuado e ultrapassado, e o resultado final beneficia os alunos dessa área de formação e, por isso mesmo, acabará a curto prazo, com o nosso ridículo papão da matemática, ganhando todo o país autoconfiança.

O que, na minha perspectiva, é absolutamente inadmissível manter-se é o tradicional forrobodó promovido pelas actuais sortidas formas de candidatura - vejam, por favor, se têm propósito as disparidades das condições de Acesso ao Ensino Superior deste ano (2009/2010), para a área de Tecnologias, que inclui as Engenharias (aqui).

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial