quarta-feira, maio 09, 2007

Neo Reforma do Ensino Superior Português - vista por outros

Tal como o cachorrinho da fotografia, o nosso ensino superior adormeçe, sistemática e profundamente, em qualquer lado e, quando raramente acorda, surge sempre uma coisa qualquer no seu comportamento e atitudes que nos suscita, de uma forma ou de outra, muita apreensão e dúvidas quanto ao seu futuro.
Um dos meus caríssimos e raríssimos leitores divulgou-me, por mail, esta notícia do Público (http://jornal.publico.clix.pt/main.asp?dt=20070509&page=11&c=A) e também um comentário, que encontrou na blogosfera (http://lmbg.blogspot.com/), num post intitulado "Ainda sobre a reforma no ensino superior " de 08 de Maio, de 2007.
Não pude verificar o raciocínio do blogger, autor do comentário, nem reproduzi as suas contas, mas tenho receio de ter as mesmas dúvidas que ele; por outro lado, tenho sempre a certeza absoluta de EU pôr sempre muitas reservas àcerca dos raciocínios, fundamentos e das contas que sustentam as opções políticas deste já vai para bem mais de "two years, Work in Progress", que constitui a (Neo-) Reforma de Ensino Superior, dos actuais responsáveis.
Adoro ter razão, mas no presente caso, por favor acreditem-me, desejo estar errada!
________________
Entretanto, não estranhem que eu tome outra vez mais um chá de sumiço e apareça/desapareça com alguma intermitência porque, tal como já tem acontecido, por sinal, com excessiva frequência, uma das distracções favoritas da Portugal Telecom é pôr-me de quarentena e interditar, sem prazo certo ou explicações minimanente decentes, o meu acesso à INTERNET.

2 Comentários:

Blogger MJMatos disse...

Já me aconteceu, geralmente depois de trovoada, RN. A caixa da PT servia de fusível, vá-se lá saber porquê. Demoravam para aí uma semana a substituí-la. À terceira vez, pedi que metessem uma caixa normalissima, em vez daquele fusível sofisticado. E acabaram-se os problemas. Boa sorte.

quinta mai 10, 11:52:00 da manhã 2007  
Blogger Regina Nabais disse...

Obrigadíssima pela sugestão, MJMATOS.
Infelizmente, já vai para uns bons anos que não deixo ninguém da PT passar sequer por perto da caixa que está dentro dos muros de minha casa - desta, quem toma conta em exclusividade, sou eu mesmo ou familiares directos. A caixa a que me refiro, permanentemente avariada, é uma que está localizada num domínio púpblico, a uns 500 metros da minha casa, e sobre a qual receio muito ter que ser eu mesma, um destes dias a fazer manutenção. Continuo muda, e só comunico na candonga, ou com recurso a kangoroo.
Se, com isto tudo, acabar atrás das grades- vou apanhar com uma perpétua, PELO AMOR DE DEUS, leve-me cigarros. Posso contar? OBRIGADA!

quinta mai 10, 02:33:00 da tarde 2007  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial