quarta-feira, dezembro 13, 2006

Governo (in/em)directo!!!!!!!!! INOVAÇÃO!

Este MCTES, psicologicamente, é tal qual a minha avó paterna - poupava-se SEMPRE muito tempo, discussões vãs, dinheiro, reclamações e choradeiras, se concordássemos LOGO TODOS com ela.
.
.
Ora vamos lá a demarcar as fronteiras que Sua Excelência o Senhor Ministro tanto queria e, na verdade, todos nós sabemos, que sempre quiz como governante, pelo menos, desde 1995.
.
Quem mandou? Ele? ? Não!!!! Foi a OCDE, claro!
.
.
.
Através do Jornal Público ficou-se a saber em directo do próximo documento que irá servir para a governação indirecta do sector.
"Polytechnics should be specifically tasked to develop employable graduates with advanced technical skills and practical knowhow, underpinned by analytical, problem-solving and communication abilities of a high order....They should be resourced specifically to develop new delivery modes and services to meet the diverse learning needs of an enlarged student body."
.......
A variety of new pathways will need to be opened for learners, including post-secondary and further education diploma courses and short-cycle degrees. For each level of award, the qualifications of university graduates and polytechnic graduates should be defined separately and distinctively. The different roles of universities and polytechnics should be clarified in terms of the different capabilities and attributes expected of graduates who successfully complete a programme of studies leading to the award of a Portuguese qualification. The CCES should have a central role in that regard.
........
Não tive tempo de ver se o relatório também recomenda que as universidades devam ser muito encorajadas a serem politécnicos - a algumas, dáva-lhes um jeitão! O sonho de muitas delas é ainda tornar este país num imenso Politecnicosal

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial