domingo, julho 06, 2008

Sem compromisso

Depois de ter vasculhado de trás para a frente e vice-versa naquele documento intitulado Compromisso Portugal a apreciação do Desempenho do XVII Governo Constitucional, sobre a Educação Superior Ciência e Tecnologia, e de não ter localizado qualquer referência a este tema, resolvi ir verificar se as Linhas programáticas do Governo tinham também, por lapso, esquecido deste sector particular do desenvolvimento da nação como aliás toda a sua (falta de) eficácia neste âmbito nos tem demonstrado.
Mas não, a educação global estava lá escarrapachada no Programa do Governo, e incluia também a formação superior,.
Logo na página 20, no plano explicita-se: "As políticas de educação - básica, secundária e superior -, e as políticas de formação profissional e de aprendizagem ao longo da vida serão assim orientadas e focadas para a superação do défice de formação e qualificação da população portuguesa, essencial para a sustentabilidade do plano de desenvolvimento tecnológico, científico e da inovação do País."
E depois o tema é mais ou menos desenvolvido, das páginas 48 à 53, e em scatter plot é explorado ao longo de todo o texto - quem teria redigido este plano de governo?
Registei particularmente o facto de nos falarem do défice de formação e qualificação da população portuguesa, tanto mais que andei estas últimas semanas, à procura da oferta da única formação superior que poderá, no presente contexto, dar aquele impulso definitivo necessário ao desenvolvimento do país e... e, lamentavelmente, mesmo diante de tão vasta escolha e oportunidades não encontrei... adivinharam é essa mesmo: ....voodoo.
Por se tratar de um sensacional furo no nosso mercado educativo, ainda não contemplado em nenhuma escola nacional com ou sem prestígio, lá fui eu com a minha provectíssima idade fazer as malinhas e procurar a aquisição de competências no exterior e foi, desta forma, que concluí um curso avançado, summa cum laude, e já faço umas gracinhas no domínio científico do sobrenatural, não vos digo quais são as gracinhas porque todos vós irão testemunhar e beneficiar.
Digo isto, porque no meu regresso encontro o país inteiro num pé (numa centopeia) de vento de todos os quadrantes.
Por enquanto, vou apenas testar os meus resultados de aprendizagem - a figurinha, os espetanços (ver imagem) e as ladainhas estão prontos (ver abaixo **) - é quase certo que funcionarão sem problemas mas, se não resultarem, é porque preciso ainda de praticar, e feitiços não irão faltar.

Tenham paciência esta é apenas uma tentativa, e sem compromisso, mas se resultar, não me agradeçam, foi com boa vontade!

______________
**
Oh Lord! Oh mercy!
They powerful mad.
There's gonna be trouble.
It's gonna be bad.

Double trouble
among the voodoos
and you do
not know what to do.

You better skedaddle,
you better skidoo
if you know what's
good for you.

You better stay hidden,
you better lie low.
If anyone asks
there's nothin' you know.

2 Comentários:

Blogger J. Cadima Ribeiro disse...

Cara Regina Nabais,
Pelo que posso ler aqui, tenho que concluir que a sua digressão americana recente sempre valei a pena.
Ainda bem!
Um abraço,

terça jul 08, 07:15:00 da tarde 2008  
Blogger Regina Nabais disse...

Vai valer, Cadima, garanto-lhe que ainda vai valer....
:)))

Gostei muito de o ver por aqui.

Abraço grande,

terça jul 08, 07:40:00 da tarde 2008  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial