quarta-feira, abril 12, 2006

Resta sempre o mau temperamento do cão!


No livro de Lewis Carrol, Trough de Looking Glass, a Rainha de Copas - recentemente, tão citada - no meio de um diálogo tem a seguinte afirmação.
...Take a bone from a dog: what remains?.... 'The dog would lose its temper, wouldn't it?'
Uma pessoa conhecida disse-me que tenho o perfil psicológico do pit bull (americano).
Para lhe provar que essa ideia não corresponde nada à realidade, demonstro aqui, mais uma vez, e perante quem se interessar, a minha vocação inata para a socialização e para diálogo:
MCTES/fim: "O processo de avaliação internacional do sistema de ensino superior português solicitado pelo Governo à OCDE em Novembro de 2005 prossegue com uma visita da equipa de avaliadores a Portugal durante a segunda quinzena de Maio, devendo o relatório final ser apresentado até ao final de 2006".
EUZINHA: Foi um processo tardio mas, como diz ou outro, mais vale nunca do que cedo!
___________________________
MCTES/fim: "Trata-se de uma avaliação extensiva, independente e objectiva do ensino superior português de acordo com critérios internacionais, tendo como um dos seus principais objectivos aconselhar e orientar a reorganização e racionalização do sistema de ensino superior à luz das melhores práticas internacionais. O processo incluiu uma primeira visita do Director de Educação e Formação da OCDE a Portugal durante o mês de Fevereiro, durante a qual foram estabelecidos contactos com os principais parceiros institucionais e sociais, incluindo reitores, presidentes de instituições politécnicas, investigadores, estudantes e empregadores, assim como sindicatos e representantes de instituições patronais."
EUZINHA: Identifique lá, só para mim, as pessoas, e a agenda das reuniões que se efectuaram, e os resultados dessas conversações tão alargadas. Sei de muitos parceiros que refere, e que não estão nada a par desses contactos. Estaremos perante situações de "Inside trading?".
Quem é que não está a contar bem esta estória toda?
_________________________
MCTES/fim: Nos termos acordados com a OCDE, está prevista a elaboração de um relatório nacional de enquadramento com informação sobre a evolução do sistema de ensino superior, o qual deverá ser enviado pelo MCTES à OCDE até ao final de Abril, após ouvidos os parceiros institucionais e sociais. O documento em causa, o “Background Report”, está a ser elaborado por um secretariado técnico nacional, tendo uma primeira versão de trabalho sido distribuída para parecer pelos parceiros institucionais e sociais referidos acima.
EUZINHA: Ao contrário do que recomenda o Senhor Director da Educação da OCDE - pelo qual o background Report deve ser um documento de produção amplamente participada - o Background Report sobre o ensino superior português é mais um de entre os diversos documentos nacionais "classificados", do MCTES, feito por uma equipa também "classificada"- um anónimo e confidencial secretariado técnico nacional - sobre o qual será dada a seguinte oportunidade democrática: tem 3 dias para emitir a sua opinião, o prazo já começou a contar! 3, 2, acabou!
Já agora, MCTES/fim diga-me se este documento - com laivos de confidencial - irá ser arquivado, na Torre do Tombo, e se só se poderá ter acesso, para efeitos de investigação académica documental, daqui a.... 50 anos?
____________________________
MCTES/fim: O relatório compreende elementos de caracterização do ensino superior, incluindo o número, tipo, dimensão, localização geográfica e distribuição das instituições e dos principais programas de estudo e actividades de ensino e de investigação em instituições universitárias e politécnicas, públicas e privadas.
EUZINHA: Meu Deus do Céu... Se o documento é constituído por estatísticas da OCDE, afinal, quem é que vai apreciar quem e o quê? É a OCDE que nos apreciará, com base nas informações estatísticas deles, e com a consideração das perspectivas e condições reais de TODOS os interessados? Ou, somos nós que lhes teremos que pagar, para lhes revermos as contas das informações estatísticas, que deveriam ser da autoria deles?
______________________
MCTES/fim: A próxima visita a Portugal da equipa da OCDE incluirá várias entrevistas e contactos institucionais, de forma a garantir a independência do processo solicitado pelo Governo à OCDE.
EUZINHA: Como é que disse que se garantia a independência?
Escapou-me a metodologia! Ajude-me lá a compreender!
Já há escalas para as entrevistas?
Já se identificou bem quem é que está, e em representação de quem, e se há legitimidade para o fazer.
Assim, é que haveria transparência e/ou responsabilização.
De outra forma... nem uma coisa, nem outra.
_______________________
MCTES/fim: Como previamente acordado e na sequência de procedimentos já adoptados pela OCDE noutros países, o relatório final será divulgado após discussão e aprovação no Comité de Educação da OCDE, que se realizará em Dezembro em Lisboa.
EUZINHA: A OCDE, toda a gente sabe, tem procedimentos.
O que precisamos de saber é se nós garantimos a nossa parte.
_______________________
Dica, truque e quebra-galho, inteiramente, gratuito para o MCTES/fim- Para se "tapar" o sol, é muito mais funcional, eficaz e baratinho o uso de peneiras do que "filtros" UV.
Ah! E, estou mesmo com péssimo temperamento! O do pit bull (americano).
A pessoa minha conhecida tem razão.
Não gosto mesmo nada que se apregoem transparência, isenção e demais procedimentos democráticos e se demonstre, nas acções, outra coisa qualquer... Fico sem o osso!
:((

2 Comentários:

Blogger MJMatos disse...

Acabaram-se-me as dúvidas! Tenho mesmo que arranjar um pretexto para conhecer a dona desta casa, 8-).

quarta abr 12, 07:47:00 da tarde 2006  
Blogger Regina Nabais disse...

Vindo de quem vem, quem terá a beneficiar com o conhecimento será a do temperamento pit bull.

Ainda havemos de promover um encontro nacional dos bloggers da educação terciária.

quarta abr 12, 08:10:00 da tarde 2006  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial