sexta-feira, janeiro 27, 2006

Ten little indians

Sou tecnicamente viciada nos livros de Agatha Christie, que penso ser uma autora imbatível, no género mistério-suspense. O título do post de hoje, que lhe faz referência, ocorreu-me porque fiquei muito entusiasmada ao ler, no Jornal de Negócios on-line (http://www.negocios.pt/), que 10 “clusters” da nossa nacional burocracia irão ser assassinados. Que seja ledo e breve!

É uma pena que ainda seja uma previsão para o futuro, só que agora tem data, pelo menos, o mês anunciado - Março. Torço para que as iniciativas concretas que estejam previstas, da ordem de centenas, resultem em morte súbita e não em doença prolongada das vítimas.

Ten little Indians going out to dine

1. As escrituras públicas sobre actos relativos à vida das empresas serão facultativas.
2. O regime da fusão e da cisão de sociedades será simplificado.
3. Criação de uma modalidade de «dissolução e liquidação na hora» das sociedades.
4. De todos os livros de escrituração mercantil, só permanece o livro de actas.
5. Simplificação de autenticação e reconhecimento presencial de assinaturas.
6. Criação de um novo regime de prestação única de contas.
7. Criação de prestação única de informação à Segurança Social.
8. Eliminação da obrigatoriedade das certidões de inexistência de dívidas à Segurança Social e às Finanças.
9. Criação de “Marca” na hora.
10. Simplificação da prestação de informações pelas empresas industriais.


One went and choked his little self and then there were nine;
Nine little Indian boys sat up very late;
One overslept himself and then there were eight.
Eight little Indian boys traveling to Devon;
One got left behind and then there were seven.
Seven little Indian boys gathering up sticks;
One chopped himself in half and then there were six.
Six little Indian boys playing with a hive;
A bumblebee stung one and then there were five.
Five little Indian boys going in for law;
One got in chancery and
Then there were four.
Four little Indian boys going out to sea;
A red herring swallowed one and then there were three.
Three little Indian boys walking to the zoo;
A big bear hugged one and then there were two.
Two little Indians playing with a gun;
One shot the other and then there was one.

One little Indian boy left all alone;
He went and hanged himself
...and then there were none.

Só de imaginar a “caveira” da nossa burocracia com duas tibiazinhas cruzadas por baixo, fez-me ganhar o dia. No momento em que conseguirmos banir de vez os enleies burocráticos e os nossos “cria-casos ajuramentados” talvez possamos, de facto, começar a pensar em planos de desenvolvimento, em inovação em tecnologia e até em termos esperança de futuro.

Já iniciei a contagem regressiva...

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Hiperligações para esta mensagem:

Criar uma hiperligação

<< Página inicial